¨ Tinha que ser preto ¨



Dizem que o branco e o preto estão na moda
eu não entendo nada de moda
mas sei, de certeza, que o preto não é moda
é verdade registrada
diplomada em Brasília.
Temos  Dito.






24 comentários:

Maria Emilia Moreira disse...

Olá!
Aqui se manifesta o seu sentido de humor. Não conheço os caras como se diz aí no Brasil, mas devem ser "altos figurões". Um abraço.
M. Emília

Ivone Poemas disse...

Olá meu amigo, gostei do post, "tinha que ser preto",gostei dos versos e da tirinha!
Amei e quem sabe daqui pra frente nem mais ouviremos ou leremos essa frase estúpida né mesmo?
Grande abraço e bom fim de semana!

Audrey Andrade disse...

Filhos de pedreiro e uma dona de casa, estudou a vida inteira em escola pública, tem quatro pós e um mestrado (todos feitos em Paris), fala quatro idiomas... e não é máquina! E é ser humano!

Adorei!

Beth/Lilás disse...

E 'data venia' que beleza de verdade registrada! Tomara que a justiça agora seja feita de verdade em nosso país! Estamos ávidos por ela.
abraço, carioca


Van disse...

Oi Paulo

Hahaha muito bom!

Torcendo pra esta moda pegar.

Beijão

Rô... disse...

oi meu amigo,

adoro um pretinho básico,
ele cabe muito bem até em momentos mais difíceis,não é?

beijinhos

lis disse...

Uma charge muito boa Paulo
Tomara ele dê jeito nas 'bandalheiras' todas e não nos decepcione,
concordando _também 'tenho dito' rs
abraços

MARILENE disse...

Só uma palavra: sensacional! Bjs.

Anne Lieri disse...

Paulo,muito legal essa observação e a imagem diz tudo!Bjs e bom domingo!

Mariseven Zanon disse...

Hahahaahahahha!Ótimo!

Camila Gomes disse...

Olá Paulo,

Boa tarde! Hoje, estou aqui para pedir seu apoio.
25 de novembro. Poucos têm conhecimento da importância dessa data.
Por favor, tire cinco minutos apenas e abrace essa causa! Visite meu espaço e deixe sua solidariedade.
Por uma vida sem violência! Temos nossas palavras, vamos usá-las juntos!

http://camillacris.blogspot.com.br/2012/11/a-mulher-que-colecionava-naos.html

Obrigada!
Camila Gomes

Lady Cronopio disse...

Conciso, e verdadeiro.
Gostei muito.
Abraços

Anônimo disse...

Qual o problema dele ser negro? Ou PRETO como vc. citou aqui? Esse seu post é preconceituoso e racista. Sou negro e me sentir constrangido com a publicação deste seu conteúdo racista. Estou encaminhando o seu link para órgãos competentes desse seu pais, ou seja, Policia Federal.

Paulo Francisco de Araujo disse...


Pois é... a interpretação fica a cargo de cada um. Não respondo a comentários anônimos e geralmente não os publico. Mas esse me tirou gargalhadas. A pessoa não conseguiu entender nem mesmo a charge como complemento do texto. Uma pena.

Ascenção disse...

Oi Paulo,muito boa sua homenagem a um grande homem que não precisou de cotas para chegar a um posto tão alto,precisamos sim de pessoas como ele para melhorar o país,pena que nem todos entenderam sua homenagem ao grande jurista,beijos

Vera Lúcia disse...


Oi Paulo,

Adorei a charge!
Um homem admirável e no qual boto fé.

Beijo.

Majoli disse...

Oi meu querido amigo, saudades enormes de ti.
Tenho entrado pelo celular, então não tinha visto como a Varanda tá linda de roupa nova, AMEI!!

Quero agradecer teu carinho para comigo, tem problema ter chego depois da queda não, quando a gente sabe que a amizade é sincera e verdadeira, a gente entende.
E eu sou um cadinho parecida com você, tenho uma preguiça de vez em quando...igual hoje, que estou abusando em estar aqui na frente do pc, queria rabiscar, visitar todo mundo que gosto, não consegui...rsrs.

Que legal essa charge e a imagem escolhida, DEZ!

Beijos com muito carinho.
Tenha uma semana de muita paz e alegrias.

Irene Freitas disse...

Boa noite Paulo...Como sempre esplendoroso em poucas palavras, grandes verdades. Mas nem todos conseguem enxergar a essência de um texto. "...a interprtação fica a cargo de cada um." Acrescento lembrando de uma amiga querida que diz sempre "a gente só reconhece nos outros auilo que temos dentro de nós". Se o anônimo viu algum preconceito em seus versos...então...? Interpretação livre! Graças à Deus! Beijos de montão.

Graça Pereira disse...

Pois....os corvos vestem-se de preto e aqui, damos-lhes o nome de Figurões!!
Beijo e boa semana.
Graça

lis disse...

kkk agora isso também virou moda hem Paulo?
_ 'preto' virou palavra proibida e há tantos tão lindos e inteligentes como o da charge,por exemplo.
_ é como voce disse_ faz-me rir!!


Rogério Soares disse...

AO SR ANÔNIMO

Com relação ao texto do Paulo cabe esclarecer: O título do texto é baseado em na frase “ Deixa eu devolver o orgulho do gueto e dar outro sentido pra frase “ Tinha que ser preto” do rapper, também preto/negro Emicida. A sugestão do título do texto foi dado por uma professora de literatura e português também negra , Valéria Soares. O autor do texto é de origem pobre e tem ascendência negra.

Dizer que vai processá-lo em função de sua insigne deficiência na interpretação do texto e na falha leitura da intenção do autor é impressão digital do insipiente ensino brasileiro ou total ausência de proficiência mental de quem o toma como preconceituoso. Bom mesmo é que pudéssemos sempre dizer “ Tinha que ser preto” com a melhor conotação que a apoteose profissional de alguém pudesse inferir e representar para todo um grupo étnico e para o país como um todo. Aqui escreve em jornalista também negro.

Controvento-desinventora disse...

Somos reflexo de nós interpretações atordoadas, subjetivas e, por vezes, equivocadas e caóticas. Já diz Humberto Eco em sua Superinterpretação: na verdade cada um lê aquilo que quer, não necessariamente o que o texto diz. É Lacan demais essa coisa de se fazer Narciso. E esquecer< com diz Caetano: Que Narciso acha feio o que não é espelho. Será que o interpretante é negro além da pele, ou a negritude o incomoda?
Sou negra, o autor é negro somos todos pretos, como se diz na Bahia. O problema é essa gente que sempre foi escurinha e agora se diz afrodescendente, pra reivindicar pelo o que não é.
No face foi postado um texto dizendo: "tinha que ser preto", referindo-se ao orgulho de um negro chegar a um cargo tão importante.
Bem já disse Gabriel Pensador: Racismo é Burrice e o "da Varanda" nunca foi burro é outro exemplo de negro que foi além das expectativas. Que pena, não ter frequentado aulas de literatura comigo e a Valéria, talvez conseguisse ir além da leitura subjetiva e equivocada.
Mas, fica triste não, errar é humano.

D. Garcia disse...

"tinha que ser preto"!
e preto no branco.
nada de moda; que seja fato de uma história que não termina toda a lucidez de um povo que não adormecerá.
Salve! Salve!
E para os que não andarem direito, já sabem: "Mas será o Benedito?!"
Abraços.

Cris Campos disse...

Essa coisa de preconceito tem extrapolado as vias do bom senso já há muito. De repente só a pronuncia da cor parece constranger. Uma espécie de melindre generalizado parece ter sido instalado. Enfim, uma lástima mesmo certas interpretações. Gostei do post, muito inteligente Paulo! Gr. Bj.!