Extensivo




Na ponta do tempo
a visão
plana
límpida
- vastidão em campos de trigo.

8 comentários:

D. Garcia disse...

Ao alcançar essa ponta do tempo, todos tempos a noção do que foi, é e será. Mas há um longo caminho.
Abraços, amigo e tenha um feriado excelente! Daniel.

Catia Bosso disse...

Fartura!



bjsMeus

CAtita

Maria Luiza disse...

Na ponta do tempo há uma vastidão sem fim de opções e veredas infintas. Linda a imagem dos trigais! Amei Paulo Francisco!

maria teresa disse...

Na ponta do tempo quero continuar a "sentir" vastos campos dourados, sejam de malmequeres, de searas ou de laranjais.
Abracinho meu

Tunin disse...

Sempre há um longo caminho a percorrer no meio trigal da vida.
Excelente pensamento!
Abração.

Nelma. disse...

Estou indicando vc para o premio Dardo.

O que fazer para contribuir o prêmio recebido?

Agora, o que cada ganhador do selo deve fazer (se quiser, é claro):

1. Exibir a imagem do selo em seu blog.
2. Linkar o blog pelo qual recebeu a indicação.
3. Escolher outros quinze blogs a quem entregar o prêmio dardos.
4. Avisar os escolhidos.

Observação: Estas regras são desde o início a pedido do criador do selo.

lis disse...

Adoro esses louros trigais a balançar ao vento.São bárbaros!
com sua luz e o poema os faz brilhar ainda mais.
abraços Paulo

Paula Barros disse...

Linda a imagem que o poema sugere.
bjs