Túnel



Ontem corri e abracei o vento
pisei na grama verde
subi em árvores
e gritei
 gritei ao mundo o meu nome!
Ontem eu voltei no tempo
segurei a mão de meu passado
e caminhei as gargalhadas
descalços
solto
rouco
de tanto falar.
Ontem eu voltei no tempo
de criança
quando  não sabia
o que era esperança.
futuro era no mesmo dia
passado não existia
tudo era melodia
pra se dançar.
Ontem eu voltei no tempo
agarrado à mão de um menino
franzino
querendo brincar.

12 comentários:

isa disse...

Um abraço amigo no menino que vc guarda dentro de si.
Beijo.
isa.

Luís Coelho disse...

Bonito poema.
Regressar às nossas memórias de meninos. Segurá-las interiormente e ser feliz no presente.

Ivone Poemas disse...

Que lindo isso amigo poeta Paulo, me fez lembrar minha vida!Ontem eu também voltei no tempo e me vi sonhando com o meu futuro, hoje posso dizer que sonhar é realizar!!!
Sim, sonhei com meu amor que nasceu na infância e sempre fez parte de minha vida!Hoje ele faz aniversário, pois é, sessenta e cinco anos e ainda um homem lindo e amado!!!
Lindo poema!
Abraços

Dulce Morais disse...

É bom voltar a esse tempo. A luz ao fundo do túnel é alcançável, mas é, por vezes, necessário recuar para saltar mais alto.

Retrato de Mim disse...

Também gostei daqui.
Bom final de semana.

ZilMar disse...

Paulo Francisco,vc me comoveu demais com seus versos...

essa volta pra pegar na mão do menino nem sempre é fácil...mas se faz necessária...

um grd bjo!


Zil

fus disse...

Volver a nuestro pasado cuando la infantilidad nos hacia ser pura fantasìa.


un saludo

fus

Malu disse...

Ontem você realmente viveu e fez grandes coisas que estão presentes no passado, mas que também podem ser feitas ainda hoje...
Lindo poema. Grata pela visita.
Abraço

Sissym disse...

Estimado amigo, ontem e hoje.... ahhhh.. ontem e hoje! Eu sempre estou embarcando nestes passeios indo e vindo. Saudades de ontem e hoje, que logo será onte e não me deixa esquecer da candura do ontem que me fez o que sou hoje.

Beijos

ricardo alves / são paulo,brasil disse...

excelente!

MARILENE disse...

Voltar ao tempo em que "futuro era no mesmo dia" é encantador. Uma viagem de sonhos em seus versos soltos e belos. Bjs.

Psiquismo Desmistificado disse...

Prezado Paulo,
Um texto muito gostoso de ler. Parece remeter-nos à viagem. Tão bom puxar as lembranças de nossos arquivos. Parabéns!! Gostei muito
Abraços