Liquefeito





Decantei o poema
numa  tarde lenta
e quente de primavera
Decantei-o vagarosa-mente
e dele guardei somente
o que me era importante:
o seu nome meu Amor.

Paulo Francisco

14 comentários:

Janice Adja disse...

O seu nome e o poema!!!
Beijos!!!

Majoli disse...

(Particular)
Paulo, obrigada pelo teu carinho de sempre para comigo e com meus rabiscos, não fazes ideia de como você e mais alguns amigos aqui da blogosfera (que conto nos dedos..rs) me fazem bem.
Beijo grandão...rsrs.

Majoli disse...

Decantar o nome da pessoa amada, tem coisa mais gostosa?
Sabe, tô apaixonada não, mas sou romântica inveterada e quando leio sobre o amor...ah eu suspiro.

Acredita que já decantei "rabisco de amor" pra alguém?
E nesse decantar coloquei minh'alma, meu coração.

Deixa eu parar de devanear.
Tu poetizas lindo por demais, amo!

Beijos Paulo.

lis disse...

Um nome e chega-se ao coração.
Assim desejo.
boa madrugada,bons sonhos e um amanhecer feliz.
abraços

isa disse...

E a beleza do Poema,qual magia,chegou
aqui...
Beijo.
isa.

Rô... disse...

oi meu amigo,

somente o amor
é capaz de tanto...
adorei!!!

beijinhos

Luiz Alfredo disse...

Poema decantado
mas que seus versos
encanta
bela beleza
e pelas gotas
derramadas

Luiz Alfredo - poeta

maria teresa disse...

Retirou o essencial para si mas, nos resíduos, podem estar pedacinhos de alma...
Abracinho meu!

Tunin disse...

O amor faz dessas coisas. Não é bom?! Proclamemos o amor porque só faz bem.
Beleza o teu romantismo poético.
Abração.

Catia Bosso disse...

Nome que ecoa o som do sino...
Amém!



bjsMeus
Catita

Sandra Subtil disse...

Maravilhoso!
Beijo

Cris Campos disse...

Guardou enfim o que realmente importa! Gr. Bjoo poeta!

luna luna disse...

pequeno, singelo e belo, na verdade o importante é a essência
bjs

maria teresa disse...

E fez uma excelente decantação! Foi perfeita a escolha!

Abracinho meu!