Ouvido



Era o derradeiro aquele grito
derramado
desabafado
desabado  em seu coração.

11 comentários:

Majoli disse...

Forte!
Acho que andei dando esse derradeiro grito de todas as maneiras possíveis e, sei lá, até inacreditáveis.

É preciso libertar o coração, não deixá-lo desabado desse jeito.
:)

Beijos meu querido amigo Paulo.

Irene Freitas disse...

Para você com carinho e cuidado a distancia...beijos de montão.
http://sensata57.blogspot.com.br/2012/10/dia-do-poeta.html

Michele Pupo disse...

Lembrei deste meu:

Hoje meu grito é mudo. Ando meio cheia de tudo.
Ando meio cheia de mudo. Hoje meu grito é tudo.
Mudo, ando meio cheia. Grito tudo.

(Michele Pupo)

Beijocas, amigo.

Solange disse...

continuo em silêncio..

bjs.Sol

Vanessa Vieira disse...

Que beleza de verso! adorei!
Um abraço Paulo. Saudades!

isa disse...

E em círculos se expandiu!
Beijo.
isa.

✿ chica disse...

Lindo e intenso...abração,chica

CamomilaRosaeAlecrim disse...

Bom dia...gostei muito do verso...profundo!
Beijos e te desejo um ótimo domingo!
CamomilaRosa

Rita disse...

.•*♥.·´✿.·´✿╰☆╮a.·´✿╭დ╯
Bom dia de um lindo domingo
Passando para te elogiar o que
faz, e tem de bom deixo um abraço
carinhoso e quem não gosta de dar
um grito de vez em quando , lindo lindo1
Bjusssss
Rita!!!!

.•*♥.·´✿.·´✿╰☆╮a.·´✿╭დ╯

lis disse...

Bom quem sabe dar esse grito.
Ainda não aprendi.

D. Garcia disse...

Há momentos na vida em que o grito, como derradeiro recurso nos liberta.
Abraços.