Dança




Na ponta da rima
a língua afiada
como a faca
que cortava o vento
à procura de briga.
Era desafio
Era cantoria
Era dança
Era pernada
Gingados
Balanço de corpo
Cabeça pra baixo
Pernas pra cima
Giravam feito um pião
Voavam feito um falcão.


E eu olhando, de longe, acompanhando o ritmo das batida das mãos.



Paulo Francisco

Um comentário:

Paula Barros disse...

E eu estaria louca para dançar...
beijo