Íntimo








É uma dorzinha miúda que corrói aos poucos; que entra pelo corpo através do ar respirado.
É uma dor miudinha que se aninha no peito e bate forte no coração.
É uma coisa que ninguém quer ter.
É uma coisa que penumbra os olhos e que afasta o sorriso temporariamente.
É uma coisa só minha, uma dorzinha só minha e de mais ninguém.
É uma saudade só minha, só minha, e de mais ninguém.







9 comentários:

Malu Silva disse...

Ah!!! Essas dores pequeninas e quase imperceptíveis que ninguém sabe quando a temos, mas que para nós torna-se intransponível por vezes...
Um abraço

maria teresa disse...

Essas dorzinhas são sem dúvida muito íntimas ...mas faz bem partilhá-las! A mim faz!
Abracinho meu!

CamomilaRosaeAlecrim disse...

Coisas pequenas as vezes, mas só nossas...realmente, adorei!
Bjs e boas energias nesta quinta-feira!
CamomilaRosa

Janice Adja disse...

Acho que é gripe!!!! rsrsrs
Beijos!!!

Sandra Subtil disse...

Duras de roer...
Beijinho

isa disse...

E são mesmo só de quem as sente...
Beijo.
isa.

lis disse...

Oi Paulo
Tem saudades boas, sem dor.Destas deu gosto de sentir, é quando espera-se pacientemente pelo amado que foi, mas voltará.
abraço

Mariseven Zanon disse...

Que amorzinho...Encantada...Beijo!

Irene Freitas disse...

Ah...como gostaríamos de saber quem causa essas dores...Tens estado tão melancólico...saudoso do passado...de amores...presenças...Quem é o objeto desse teu estado de espírito?
Beijos de montão...