Transparência




Quando escrevo,
minhas mãos são guiadas
pela minha alma
Eu sou assim,
simplesmente, transcrevo
o que guardo em mim

Quando escrevo,
minha alma dita
e eu obedeço
simples assim.

Paulo Francisco

9 comentários:

**Escritora de Artes** disse...

A alma nos leva além da vida...

Abçs

MA FERREIRA disse...

Paulo.. Tua alma esta sendo muito generosa contigo..tens escrito coisas lindas!!

bjs e bom fds!!

Mariani Lima disse...

Eu também!!

Vera Lúcia disse...

Olá Paulo,

Há pessoas que falam com o coração.

Beijo.

Ana Martins disse...

E quem escreve desta forma, escreve sem dificuldade!

Beijinho,
Ana Martins

Simone MartinS2 disse...

"A pena, a tinta, o papel em branco
Tudo a mercê de ti poeta e da inspiração de tua alma, aliada
as visões de tuas musas. Sim, porque voce ama intensamente cada uma delas quando escreve!Fato!"

Abraços

Mary disse...

Ai que lindo poema!!
bjs

Rose disse...

Sua alma dita uma coisa bela, simples assim.
Me encanto.
Prazer.

lis disse...

nem taõ simples assim Paulo
as minhas mãos nem mais guiadas são rs
e nem tanto transparentes quanto poderia. rs
linda poesia-
um abraço