Presença






Neste meu instante de amar
                Nesta iminência de te querer
Desnudo-me de qualquer obstáculo
                Visto-me somente de ti
Carrego em meu peito o teu nome
                Retiro-me da penumbra
Carrego em minhas mãos a luz
                E sigo contigo à Paz.

12 comentários:

isa disse...

Que enorme sentir!
Que belo Poema!
Beijo.
isa.

Paula Barros disse...

Lindo, lindo!

(um respiro de beleza para seguir o meu caminho)

beijo

Simone MartinS2 disse...

"E foi assim, que tudo aconteceu. Ele se vestiu da poesia dela, amou, sofreu e ficou só...Mas a esperança de te-la novamente, em novos versos, o poema se fez...!"

Abraços

Nelma. disse...

Muito lindo!Sem comentários...
Beijos.

Ivone Poemas disse...

Que lindos versos, poesia pura sobre o amor, sim, amor, pois paixão não nos leva à paz!!!
Abraços amigo poeta!
Ivone

Luís Coelho disse...

Este amar não pode ser apenas um instante mas toda uma vida de comunhão e partilha.

Rô... disse...

oi meu amigo,

esse amor é tão imenso,
que tem que ser eternizado,
um instante é nada para tanto sentir...

beijinhos

© Piedade Araújo Sol disse...

muito belo e terno.

um beijo

coresdocaminho - Alice disse...

Oi Paulo, vim agradecer a visita. Linda poesia, um imenso sentimento expresso em palavras sempre me encanta.
Certamente vou te seguir
Abs e volte sempre.

lenalima disse...

Lindo e suave... amei!

obrigada pela visita
estou ficando poraqui, e também ri com a pegada do cantar dos pássaros, no meu blog...kkk
abraços!

Leninha disse...

Um nome que se carrega no peito e uma luz em busca da Paz...belísimo poema a eternizar um instante.

Ave, Poeta!

Bjssssss,
Leninha

verinha disse...

fiquei emocionada ao ler esta poesia ,linda muita linda...