Esconderijo




Deleita-se em desejos proibidos

veste-se em beleza forjada

Coitada!

ao primeiro encontro

porrada!

Sonho delido

- ido

Choro abafado

- fado

Mas não se emenda - continua a se inventar

amarga o amargor da dor.

Amaríssimo ser - amaro viver.

Deleita-se em maldades

Fealdade/Alteridade

Nas histórias escritas

personagens criadas

há a bela – a perfeita

e ela – a feia.









15 comentários:

Rô... disse...

oi meu amigo,

e todos os dias,
há quem invente,tente,
se invente novamente...
quanto mais se inventa pior fica...

beijinhos

Controvento-desinventora disse...

A perfeição é para os fracos. Os fortes assumem que não são perfeitos.

Ivone Poemas disse...

Paulo, lindo jogo de palavras mostrando os contrastes dos sentimentos, das dores, amargores, o belo e o feio!
Lindos versos, como todos os que aqui postas com grande maestria!
Abraços meu amigo, pois é, o poeta Vinícius também disse, "que me perdoe as feias, mas beleza é fundamental"!

A Escafandrista disse...

Saudades do teu espaço, sempre em mudança.. Bjs bjs bjs.

✿ chica disse...

Lindo poema de contrastes...abraços,chica

Anne Lieri disse...

Paulo,sempre um prazer te visitar!Em busca da beleza,muitos feios sonham em seus versos....se a feiura é da alma não tem jeito,mas se é externa sempre pode enganar a outros e a si mesmo!bjs e boa semana!

Solange disse...

não desiste..
não pode..

bjs.Sol

angela disse...

Bom!
abraço

ValeriaC disse...

Fascinantes seus versos...
Por mais que se tente, a aparência de corpo e alma de cada um por mais que seja forjada, cedo ou tarde acaba por ser desmascarada.
Beijinhos, boa semana,
Valéria

Vera Lúcia disse...


Olá Paulo,

Como eu gostaria de me dobrar toda como a mulher da imagem (rsrsrs).
Você está com um ar radiante nesta nova foto de perfil.

Seu poema é muito interessante. Amei o estilo!

Beijo.

isa disse...

É sempre um prazer ler seus Poemas, seus jogos de palavras,que brotam do
seu coração sensível.
Beijo.
isa.

Anônimo disse...

É meu querido, tem dito popular ai que diz: TUDO QUE NÃO PRESTA, MORRI POR SI MESMO!

Se cuida poeta!

Vlw!!

Catia Bosso disse...

Isso não é poesia de gente grande. É poesia de gigante!!!!!


bjs meus

Catita

Não me perder em minha vida disse...

A violência contra mulher,mesmo lindamente escrita é muito triste.

Simone Melo disse...

Bom Dia...Nossa!
Tão lindo e tão verdadeiro.
Mas coitada, vive num pesadelo,
quem sabe uma hora ela acorda e
se torna a princesa do conto de fadas
de um alguém, não é mesmo?

Abraços