Alma lavada




A chuva chegou com a tarde
Chegou molhando a roseira
Chegou baixando a poeira
Chegou lavando a ladeira
Ela veio trazendo-me saudades
Trazendo-me lembranças
Espalhando-me vontades
A chuva cortinou a janela,
 chegou com a tarde
- deixando-a mais bela
Ela despertou-me a curiosidade
Umedeceu o meu solo firme
Refrescou-me a pele tenra
A chuva chegou em nuvens cinzas
cortinou  minha janela
Fechou-me o dia
trouxe-me a noite
fechou-me os olhos
e me fez criança.

15 comentários:

Michele Pupo disse...

Adoro chuva! Aliás, faz um tempão que não tomo um banho na rua. Se ela me pega, deixo que molhe. :)

Um beijo :*

Parole disse...

Por uns instantes voltei a ser criança... Lindo!

Beijinhos.

Simone MartinS2 disse...

Boa noite Paulo,voce as vezes, consegue me fazer ficar calada, como agora...Me senti como criança
e me vi muda diante da chuva!
Abraços...lindo sempre!

Sol. disse...

Oi entrei para conhecer seu blog desculpa a invasão.
Mas gostei,e voltarei mais vezes beijokas.

lis disse...

Dizem que quando chove foi o sol que caiu no mar... e resplandeceu em gotas.
sonhos, poesia ,metáforas
o importante é gostar de voce.
abraços

lis disse...

Paulo
... só assim fiz voce ir ao meu blog.
desconfiava que estava de mal... rs
deixei resposta lá pra rirmos mais um pouco.
abraço

Catia Bosso disse...

Sabe que sao poucas as palavras que lavam minh'alma......

Bjs meus

Catita

Rô... disse...

oi meu amigo,

sei que a chuva é necessária,
mas ela me dá um aperto no peito,
não gosto não...
se bem que a sua chuva veio com tantas coisas boas...
se tornou suportável...rsrs

beijinhos

ॐ Shirley ॐ disse...

A chuva sempre fecha as cortinas de nossa alma...Gostei. beijo!

*Escritora de Artes* disse...

Suave chuva, quem não gosta?

Doces palavras...

Saudações

ValeriaC disse...

Lindos versos, me fez voltar no tempo que eu era menina e adorava brincar na chuva rsrsr...
beijos,
Valéria

Corpo-Alma disse...

Que lindo blog amigo, teus versos tem essencia, qualidade impecável. Parabéns!

Sonhadora disse...

Meu querido Poeta

Lindo...doce eterno como as recordações de criança.


Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

Sol. disse...

Oi estou aqui para agradecer a sua visita,e seu comentário.
Beijokas.

Janice Adja disse...

Quando criança fazíamos festas quando chovia. O inverno era mais regular, no verão quando chovia as chuvas eram mais fortes e nosso quintal se transformava em alegria e água.
Beijos!