Verde

Tudo claro – amarelo e azul
A brisa acariciou as cortinas
refrescou o cômodo
limpou o chão
Os raios chegaram mansos
dourando a pele
clareando as retinas
brilhando o mundo
tingindo tudo
E os pensamentos antes opacos
surgiam plenos
calmos
divinos
como as cores de um jardim.
Hoje, tudo claro – amarelo com azul.

Paulo Francisco

2 comentários:

Patrícia Pinna disse...

Boa tarde, Francisco. Que bom que os pensamentos passaram por cores, transformações
Nossos pensamentos devem ter cores felizes em maior proporção.
Ficou lindo o teu poema.
Tenha um domingo de paz!
Beijos na alma.
.

nelma ladeira disse...

Oi Paulo,viu como é fácil,é só saber perdoar,que tudo clareia,a solidão,a tristeza,o medo passa!
Procure antes de julgar,saber da verdade.
Beijinhos.