INSÔNIA



Tudo calmo - parado
o céu que antes era negro,começa a se transformar num azul de metileno
Ouço, espaçadamente, carros deslizarem na pista molhada pelo orvalho da madrugada
tudo parado - calmo
O azul de metileno se desintegra manchando o espaço aéreo
E, lá longe, o galo insiste em anunciar que já é quase dia
Tudo...quase tudo imóvel
Percebo ruídos, zumbidos
sei lá...
Sinto minha respiração que ofega não me deixando no absoluto silêncio
já não mais importa
O céu começa a ser invadido pelos primeiros raios
Ouço vozes,conversas,risadas
São os boêmios chegando em plena madrugada de quinta
São os trabalhadores indo para mais um dia de labuta
E entre ruídos diversos
portas de aço rangendo de bares e padarias
contribuindo com a sinfonia do bom dia
E, para completar, os pássaros cantam em minha janela
e eu que já não tenho mais o silêncio absoluto
me viro e durmo.

Paulo Francisco

13 comentários:

Reflexo d'Alma disse...

Hunn...teve uma hora que dormir aconteceu... isso é que serve.
Bjs. rsrs

✿ chica disse...

Linda poesia para a insônia, tão chata e que me visitou essa noite também...abração,chica

Rô... disse...

oi meu amigo,

e que esse sono,
mesmo tardio lhe proporcione,
o descanso merecido,
mas adorei a inspiração que a insônia lhe causou...

beijinhos

maria teresa disse...

O silêncio nem sempre convida ao descanso, pelo contrário faz-me pensar na "paragem" da vida. Viver traz sons...
Adorei este "relato", a passagem do visual para o auditivo de uma forma progressiva e poética deliciou-me.
Abracinho meu

Eva Sabbado disse...

Abençoado sono ao som dos pássaros, amigo, adoro o que vc escreve, parabéns, demoro às vezes, mas estou de olho sempre, hehe, porque gosto, simplesmente, bjos, um bom dia!

Graça Pereira disse...

Eu diria que é uma insónia que conta a história do quotidiano... a vida pulsando em todas as cores e ritmos e tu, dormindo num descanso que a rotina nos dá.
Adorei!
Beijocas e bom fim de semana.
Graça

ValeriaC disse...

Enfim ...a insônia se vai e um sono bom te chega... que tenha sido com bons sonhos...beijos,
Valéria

Palavresias disse...

As vezes precisamos sentir que há vida por perto pra sossegarmos o nosso cansaço. A insônia é um bichinho que finca estacas nas nossas palpebras e remove nossos pensamentos de trás pra frente e de frente pra trás...
Mas uma hora o sono vence né me poeta celeste?

Rosane Marega disse...

hum...um momento gostoso para refletir ou não reagir a nada, apenas sentir o tempo passando... fazer amor talves seria o ideal...
Sempre escrevendo coisas que adoro ler e sentir!
Beijosssss

Milene Lima disse...

Já vivi muitos dias assim, questionando a noite porque ela não ia logo embora, levando pela mão o seu gritante silêncio. E o dia sempre trazia os ruídos... E o sono.

Dormir é bom.
Beijo!

Mariani Lima disse...

Q insônia bonita rsrs... Só vejo essas coisas assim em sonhos, minhas noites insones não geram poemas rsrs...Lindo como sempre!
Um abração!!

Sonhadora disse...

Por vezes é no silêncio acolhedor que nos encontramos...e é bom ficar assim flutuando entre o tempo e o espaço.
Um poema IMENSO.

Um beijinho
Sonhadora

Vanessa Vieira disse...

Que Poema maravilhoso!!! Amanhecer e a adormecer... ligadinnhos! Bom dia!!!