De carona




Carregadas pelo vento, as folhas se agitam.
Elas voam acompanhando  o grito perdido no tempo.
Carregadas pelo vento, as palavras voam
- voam em torvelinho -
formando os ninhos dos passarinhos que cantam na multidão.
De carona com o vento, voam os meus pensamentos em busca de teu coração.
Ele que ribomba, ecoa, insensatamente, a mesma canção.

Paulo Francisco



12 comentários:

Rô... disse...

oi meu amigo,

que bom
que o vento carrega com ele
as boas intenções e os doces sentimentos...
leve,leve...

beijinhos

Ivone Poemas disse...

Paulo Francisco!
Que lindo poema, de carona com o vento vim aqui e me senti feliz sendo a primeira a lhe desejar um bom dia!
Abraços!

Solange disse...

peguei carona com você, pelos mesmos motivos que os seus..

saudadeeeee!

bjs.Sol

Simone MartinS2 disse...

Bom dia Paulo.
"Eu vim sim, mas de carona
com a brisa que de tão leve,
me deixou pousar em teus
pensamentos...!"

Abraços carinhosos.

*Escritora de Artes* disse...

Simplesmente : Lindoooo....

AFRICA EM POESIA disse...

Paulo

Vim e gostei desta brisa.
deixo um beijinho e a minha...


Lágrima

Lágrima marota
Cai no meu rosto
E vai rolando...
De mansinho...
Por toda a cara...
Vai saboreando...
E vai deixando
Um pouco de água
Um pouco de sal...


Sal de amargura...
Mas que é necessário...
E, assim vou ficando
Com o rosto mais doce...
Com o rosto molhado
E vou sentindo...
Lágrima marota.
O teu rolar...
E vou gostando...
Que te sirvas de mim
Para te acostares...
E quando quiseres
Podes voltar!...


LILI LARANJO

Catia Bosso disse...

De 'carona' de 'carinha' é sempre muito bom sentir o ecoar dos ventos que rodeiam as letras da tua escrita...

bjsssssss meussssss

Catita

Janice Adja disse...

Gosto do tempo.Ele não deixa que as pessoas esqueçam dele.
Beijos!

✿ chica disse...

Lindo e doce esse voo , de carona com o vento...

um abração,tudo de bom,chica

lis disse...

Quero ir bem cedinho sentir o vento e afundar os pés na areia-
aceita carona?
trago seus pensamentos emprestados por um dia,ok?
abraços Paulo

maria teresa disse...

E num espaço etéreo ambos se encontram e já não precisam da boleia do vento...
Abracinho meu

Reflexo d'Alma disse...

Muitas vezes
meu olhos se fiam nas folhas ao chão...até que
o vento
venha
e
as
leve
de leve
ou não
...