DIA-NÃO














Hoje, bateu uma saudade danada.
Acordei com o peito doído.
Fiquei perdido,
esquisito...
Lembrei tanto de você
Hoje, não está sendo fácil,
um dia abafado
nublado
carregado de passado
com nuvens chumbadas
quase negras,
parideiras de melancolia.
Não está sendo fácil
ficar acordado - um martírio.
Que venha logo a tempestade
que carregue os meus fantasmas
e lave meu peito aflito.
Porque não posso acorda deste jeito
de novo amanhã.